Não se aprende na escola

“Aquilo que o mundo me pede não é o que mundo me dá”Chorão, Charlie Brown Jr. Gabriel o Pensador

Meus familiares, amigos e leitores mais antigos do blog sabem que odeio o sistema de ensino convencional, professores e toda a cultura formada em volta disso. Lógico que também é o cúmulo da ironia eu trabalhar numa universidade, mas isso é bem recentemente na minha vida e apenas confirmou o que eu sempre pensei.

Você já parou para pensar como o que a vida nos exige não se aprende na escola? E por outro lado, o que se aprende na escola muitas vezes é totalmente irrelevante para a sua vida?

Não precisa ir longe. Abra o Orkut, um blog qualquer ou um site de notícias que permite comentários dos leitores e leia os absurdos que as pessoas escrevem. As pessoas tem a capacidade técnica de ler (ensinada na escola) mas não tem a capacidade mental de entender (não ensinada na escola).

Quer mais exemplos? Você deve conhecer alguém altamente inteligente e capacitado na sua área de atuação, que ganha um salário muito acima da média e mesmo assim deve até as cuecas para o cartão de crédito ou banco.

A gente aprende a ganhar dinheiro (aprendendo uma profissão), mas não aprende a gastá-lo e, muito menos, a guardá-lo.

E na escola – e também em casa – o que se aprende desde criança é a obedecer, receber ordens, seguir regras. Qualquer contestação é respondida com um “porquê eu mandei!” ou um “não é essa a resposta que eu queria” e ainda um “eu MANDEI você mudar de lugar.”

Depois do colegial (aka na fase da adolescência) eu fiquei mais contestador e perdi a contagem do número de vezes que arranjei confusão com professor porquê eu fiz ou respondi algo de forma diferente do que foi ensinado (invariavelmente de forma melhor).

Era normal os professores desconsiderarem minhas respostas com um argumento do tipo “não foi assim que eu ensinei” ou “você colocou uma resposta muito curta e eu queria a resolução inteira”.

Ai você chega numa entrevista de emprego e o que é que o cara do RH está procurando? “Um líder”. Ou ainda: “alguém que pense fora da caixa”.

Ah, tá. Perai que vou chamar a tia Matilda da terceira série e pedir pra ela explicar porquê ela assassinou 40 líderes e socou 30 futuros profissionais de volta pra dentro da caixa.

Eu poderia ir longe na minha ranhetice, mas vou deixar aqui alguns exemplos de coisas que eu penso serem fundamentais para qualquer pessoa e que não são ensinadas na escola, bem como algumas referências de onde você pode procurar mais informações sobre essas coisas:

Como fazer networking e manipular os outros Como fazer amigos e influenciar pessoas

Leia este livro. E leia de novo. E tenha ele sempre à mão. Se possível faça também o treinamento. Eu fiz 10 anos atrás e garanto que tenho bem menos inimigos por causa dele.

Como falar em público

De novo Dale Carnegie. Procure o treinamento “Apresentações de Alto Impacto” no site deles. Aliás, um dos melhores treinamentos que já tive a oportunidade de participar. Uso o que aprendi até hoje e acredito que mando bem em apresentações.

Como conviver com cães

É incrível como 100% das pessoas acha que entende alguma coisa de cachorro, mas 99% são completamente ignorantes sobre todos os aspectos das vidas destes animais. E, ainda assim, quase todo mundo em algum ponto da sua vida teve ou terá um cachorro.

Este site é o melhor fórum de adestramento na língua portuguesa que existe. Também recomendo o livro “Adestramento Inteligente“.

Como entender linguagem corporal

Naquela reunião você começa a abordar um assunto e de repente o seu cliente cruza as pernas. O outro inclina-se um pouco para trás e seu chefe coça o nariz. E ai? Pára ou continua?

Eu ainda tenho MUITO o que aprender nesta área, mas este livro foi minha primeira leitura sobre o assunto. Muito interessante.

Como detectar mentiras

Um assunto extenso que ainda preciso pesquisar bastante, mas é muito interessante. Este artigo serve de introdução.

Pelo menos numa variação deste assunto eu me garanto: Como detectar profissional de IT incompetente. ;)

Como organizar seu tempo e seu dia a dia

O livro “A Arte de fazer acontecer” caiu na minha mão num dos momentos mais críticos da minha carreira e me ajudou a manter minha sanidade, apesar da licença médica de 1 semana causa por estress e pressão alta.

Hoje em dia quase não aplico mais os princípios pois, em geral, tenho mais tempo livre do que trabalho nas minhas mãos. :-P

Ainda nesta categoria indico o Efetividade.net e o Lifehacker como excelente fonte de referência.

Como cuidar do seu dinheiro

Pronto. Nesse tenho até vergonha de falar. Se algum dia eu ficar milionário eu faço esse post de novo metendo a mala neste tópico, mas por enquanto vou me recolher à minha insignificância e dar apenas algumas dicas de coisas que já li e gostei:

Acho que a lista de conhecimentos básicos que não são ensinados em lugar nenhum é ainda maior, mas este post já passou do tamanho adequado. Se você tem alguma idéia de assunto que se encaixa nessa lista, a sessão de comentários é sua amiga.

Tags: , , , , , ,

5 comments

  1. Vera Maria

    Filho, você têm razão em vários pontos de vista, porem não podemos esquecer que os professores são necessários para a formação de uma criança\adolecente\adulto.
    E se cada aluno responder de maneira diferente ficará muito difícil de manter uma linha de ensino.
    Agora a vida é e sempre será a melhor escola,você procura aprender lendo muitos livros de diferentes assuntos ai é que está o diferencial daqueles que querem fazer acontecer algo melhor em sua vida.
    BJ
    Mãe

  2. Fernando Pedro

    Muito bom o texto. Tenho um pensamento bem parecido com o seu a respeito dos métodos de ensino.
    Tirando os livros sobre dinheiro (que já li) vou anotar os outros. To precisando ler principalmente os dois primeiros. To ficando muito ‘ranzinza’. hehehe

  3. E. Coelho

    Concordo parcialmente com o seu texto, alguns comentários podem ser cabíveis:

    1. A criança quando nasce tem os pais como professores que a ensinam andar, falar, sorrir, comer, brincar, comportar-se, etc.

    2. Na escola os professores ensinam a ler, escrever, somar, a descobrir o mundo.

    3. Na vida os companheiros, quando bons, nos ensinam o que devemos fazer, os maus, nos ensinam o que não devemos fazer.

    4. Os bons professores sabem que a sua missão é ensinar os primeiros passos e transmitir a confiança para que o aluno possa dar os próximos passos e seguir em frente, invariavelmente, quando o professor é bom o aluno será melhor do que ele.

    5. No sistema atual, no qual os professores estão sobrecarregados e ganham pouco, não há tempo e tampouco interesse do professor em despertar no aluno aquilo que ele tem de melhor, dessa forma muitos talentos são desperdiçados.

    6. Os livros são nossos grandes professores, silenciosos, dispostos a nos ensinar grandes coisas assim que o procurarmos.

    7. Os grandes gênios, Michelangelo, Leonardo da Vinci, Edson, dentre outros, foram péssimos alunos. Isto não significa que todo péssimo aluno poderá ser um gênio!

    8. A grande sabedoria é obter dos professores aquilo que eles tem de bom, é instigá-los a repartir os seus conhecimentos.

    9. Realmente a escola não ensina tudo, nem poderia. Quem é esperto está sempre de olhos, ouvidos, espírito e coração abertos para aprender, cada pessoa em cada instante da vida é um professor de algo. A sabedoria maior está em saber aprender, ensinar muitos ensinam, aprender poucos conseguem.

    10. Quem escreve blog também, naquele instante, está sendo um professor. Portanto, minha homenagem a todos os professores, os ótimos, os bons e aqueles nem tanto. Enfim, compartilhar os conhecimentos e a experiência de vida é algo sublime.

  4. Nane

    Ê,

    Ao contrário do que talvez você pudesse imaginar, concordo muito com o seu texto. A tia Maricota realmente me fez ser submissa demais e agora o mercado de trabalho exige de mim um espírito de liderança quase incompatível com a minha formação. Para dizer o mínimo.

    Te admiro muito.

    Bjs,

    Gorda