Uma sutil mudança

By | August 23, 2007

Como falei anteriormente, estou agora definitivamente no Canadá.

As histórias do dia-a-dia podem ser acompanhadas no blog da esposa. Aqui vou entrar em alguns detalhes que fazem a diferença na qualidade de vida.

Recentemente comprei um celular pré-pago da TIM (Brasil) e ontem comprei um da Rogers (Canada). Vamos às diferenças:

TIM

– Eu queria comprar um celular pré-pago

– Trouxe RG, CPF e Comprovante de residencia?

-Sim.

– Posso ver? Humm… seu comprovante de residencia não serve.

– Porque?

– Não é conta de agua, luz nem telefone. Só aceitamos se for um desses

– … (Segue uma longa discussão e aumento do nivel de estress)

(volto no dia seguinte com a bendita conta de luz)

– OK, senhor. Vou tirar uma cópia de tudo, o senhor assina este contrato e leva o telefone. Ele ainda não vai estar ativado. O senhor tem 24 horas para ligar na central de atendimento e fazer a ativação.

(Ligo na central, forneço todos os meus dados de novo, confirmo “para minha segurança” que eu sou eu umas 15 vezes e sou avisado umas 4 vezes que a ligação está sendo gravada). Espero mais 2 horas e a linha está ativa.

ROGERS

– Oi, eu queria comprar um celular pré-pago.

– OK, esses são os modelos.

– Eu queria o Nokia.

– Pois não. Qual seu primeiro nome? Sobrenome?

– Eri Bastos

– Qual seu endereço?

– Não tenho ainda. Acabei de mudar pra cá e to morando num hotel.

– Ah, tá. Vou inventar um aqui. Não é importante mesmo.

(Telefone entregue na hora, funcionando).

Acho que meu nível de stress vai cair um bocado. huahuahua

No tag for this post.

3 thoughts on “Uma sutil mudança

  1. Roberto

    Haha sutil mudança, hein! O gui me contou a trabalheira que foi com a Tim aqui.

    Antes fosse só a Tim, mas a Vivo também é assim e acredito que a Claro também. Coisas do Brasil.

    Abraços.

  2. Silvio Fonseca

    hehehe… Como assim Nokia??? Cade o iPhone? 😛

    Só posso te dizer o mesmo que o SuSE: “Have a lot of fun” nas terras geladas amigo. Não esqueça de vc ou a Flá publicar umas fotos da terra do norte, viu?

Comments are closed.