“A Cycle is a Terrible Thing to Waste”

By | February 9, 2009

Eu concordo totalmente com essa frase e cada vez que olho resultados como o abaixo, rola uma tristeza:

$ uptime
12:22:10 up 23 days, 19:56,  6 users,  load average: 0.20, 0.34, 0.33

A quantidade de horas, suor, inteligência e dor de cabeça colocados no desenvolvimento de um processador é uma coisa absurda. E cá estou eu usando 0.20 do bichinho na minha workstation.

Essa semana que passou foi especialmente triste neste aspecto: Temos uma escola associada à universidade que ao invés de ter seu próprio time de IT, simplesmente terceiriza sua infra aqui para a universidade e recentemente eles decidiram que precisam fazer um upgrade na sua tecnologia.

Eu concordo 100% na questão do software, pois atualmente eles tem um Windows NT 4.0 como controlador de domínio e um Exchange 5.5 como servidor de email. (eca, eca, eca).

Mas em relação à hardware… Eles tem 25 usuários na rede deles. O atual servidor NT foi adquirido em 1998 e o servidor exchange em 2003. E essas máquinas estão dando conta do recado. Rodando Windows…

A solução nova vai usar Linux, que vou instalar com capricho e sem gorduras desnecessárias. Esses servidores atuais dariam de sobra, mas como ninguém faz projeto novo com máquina velha, compraram duas máquinas novas.

Dá até vontade de chorar: Uma delas é uma quad-core 64bits, 2GB de RAM e 500GB em RAID 5 e a outra é uma dual quad-core, 4GB de RAM e mesma coisa de HD.

Imaginem só esses dois monstros pra servir 25 usuários, de segunda à sexta das 8 às 16hrs.

Só quem é geek vai entender esse aperto no coração que estou agora.

ok… a última frase ficou gay. Foi mal.

5 thoughts on ““A Cycle is a Terrible Thing to Waste”

  1. Fernando Pedro

    Frase meio afeminada!

    Cara, aqui temos um IBM System 3400, xeon quad-core, 3GB de ram, HD 500GB Hot Swap SATA II. Inicialmente era para 30 usuários. Mas hoje somente 4 usuários fazem uso dele diariamente, acessando um sistema PHP/Postgre com uma base de dados de 100MB. Da dó ver ele aqui.

  2. andreyev

    Hey, não é para isso que existe a virtualização? Deixem recursos suficientes para estes processos e usem ou doem o resto!

    Um projeto para o qual eu cedia uns ciclos era o Folding@home (http://folding.stanford.edu) que procura a cura para doenças, entre outras coisas.

    Geeks também gostam de doar para o seti@home, por exemplo.

  3. Diogo Souza

    É cruel exatamente por que agente olha aquele hardware antigo(10 anos), parado e criando teias, e pensa: “Dava para rodar muita coisa ainda nisso ai.”

Comments are closed.