Utilizando o VIM como IDE para o Bash

By | September 9, 2008

Como já devem saber eu sou da turminha do vi. Nada contra o Emacs, lógico, mas vi é vi.
O relacionamento com ele nunca começa bem. Lembro-me que a primeira vez que abri o vi, num SCO Unix, o único jeito que consegui sair do editor foi rebootando a máquina. Eu não tinha nem idéia de que bastava um ESC:q! para cumprir a tarefa. Mas passados 11 anos ou mais deste início traumático, posso dizer que me dou bem com o editor hoje em dia, utilizando-o inclusive para escrever posts no meu blog, como neste momento o faço.

Às vezes o que sentia falta era de alguma coisa para facilitar minha vida quando estava fazendo meus scripts. Alguns pedaços de código você usa de novo, de novo e de novo. E é um saco ficar redigitando.
Importar para dentro do arquivo atual (ESC:r /path/arquivo) ajuda, mas não resolve.

A solução

Pesquisando achei o sensacional BASH-IDE para vim. Resolveu todos os meus problemas, exceto a falta de competência como programador.
Utilizando o BASH-IDE podemos configurar um template para novos arquivos, de forma que sempre que abro um novo arquivo .sh no vim ele já adiciona o cabeçalho com informação sobre o autor, data, tag $id$ pro cvs e algumas variáveis e funções que eu coloco em todos os meus script.

O autor do BASH-IDE foi cuidadoso para facilitar a documentação de forma que vários atalhos já são auto-documentados.
Uma nova função criada utilizando o BASH-IDE automaticamente terá o seguinte aspecto:

function teste ()
{

}    # ----------  end of function teste  ----------

E ao chamar o atalho para documentação de função você recebe este template:

#===  FUNCTION  ================================================================
#          NAME:
#   DESCRIPTION:
#    PARAMETERS:
#       RETURNS:
#===============================================================================

Como tudo é baseado em arquivos texto, as customizações só dependem da sua boa vontade. E ainda vem com um uma cheat sheet em pdf pronta para imprimir e pendurar na sua baia! 🙂

Boa diversão

2 thoughts on “Utilizando o VIM como IDE para o Bash

  1. Phillip Fernandes

    Eu não sou exatamente da turma do vi, mas também não troco meu vim por nada.

  2. Julio Mauro

    hummm… muito util 😀

    quebra um “galho” em vários momentos

Comments are closed.