Backup pessoal – update

By | February 23, 2019

Se você não viu o post original, é esse aqui.

Uma deficiência que eu via na minha estratégia de backup anterior é que o backup feito para o GCP era estático. Eu basicamente tinha juntado tudo que era antigo, colocado dentro de um arquivo encriptado e feito upload para a nuvem. E tudo que era recente simplesmente ia para o meu backup externo.

Um problema de backup na nuvem é que não quero mandar backup não encriptados e não tinha uma forma prática de fazer backup incremental de um arquivão .tar.gpg. Mas isso foi resolvido

restic

O restic é um sistema de backup multi-plataforma (viva Go!) que parte do princípio que o destino do seu backup não é confiável. Tudo é encriptado no destino, mas ainda oferece features como snapshots e verificação de integridade.

A outra principal feature é que ele nativamente consegue utilizar como destino do seu backup SFTP, Amazon S3, Google Cloud Storage e vários outros.

E se isso não for o suficiente o restic ainda consegue utilizar as APIs do rclone para usar uma gama enorme de destinos, incluindo vários provedores de cloud e até coisas como Dropbox e Google Drive.

Se você quer um sistema de backup simples essa é a minha recomendação. O meu esquema aqui em casa é razoavelmente complexo, mas se eu tivesse só o restic acho que já seria o suficiente para pelo menos conseguir restaurar. Provavelmente ia demorar uma eternidade, já que estou mandando para o nearline, mas ia voltar.

No tag for this post.