Meus ricos amigos brasileiros

By | February 19, 2011

Alguns dias atrás conversando com um amigo no Brasil ele me disse da dificuldade de contratar um profissional Linux decente. O que ele me contou é que os candidatos ou não atingem o nível esperado ou não acham o salário oferecido o suficiente. E quando ele me disse o salário eu fiquei chocado. Em número absolutos (sem levar o câmbio em consideração) é muito mais do que eu ganho aqui como gerente de IT. Mas quando digo muito mais eu quero dizer absurdamente mais.

Por uma fração de segundos eu realmente considerei a hipótese de “dar uma olhadinha” no mercado de IT em São Paulo, afinal meus amigos devem estar todos ricos e eu marcando touca aqui. Mas felizmente o bom-senso me retornou imediatamente e logo lembrei de outras conversas que tive com outros amigos e familiares.

Um exemplo foi um amigo que comprou uma TV de alta definição recentemente numa promoção imperdível. Segundo ele pagou praticamente metade do preço na TV de 42”. Fiz uma pesquisa rápida e, novamente em valores absolutos, eu poderia com a mesma quantia em dinheiro comprar uma TV da mesma linha, mas de 60” e ainda sobrava troco pra Blu-ray e home-theater.

Vi outro dia também alguém twittando que o preço do alcool bateu $ 2,00 na região dele. Caramba! Aqui a população está revoltadíssima porque a gasolina está $ 1.17. Absurdamente mais cara do que no ano passado na mesma época, que estava por volta de $ .98.

E falando em combustivel, vamos falar de carro. Aparentemente o preço dos carros ai no Brasil é praticamente um atentado ao pudor. Fiquei sabendo que o modelo básico da versão nova do meu carro custa na terra do carnaval mais de 80 mil! 80.000!! Aqui o modelo básico custa 19 mil. E o modelo top-de-linha-mamãe-eu-meto-a-mala custa 34 mil. E pelo jeito o modelo mais bam-bam-bam nem tem ai no BR.

E preciso falar que não pagamos IPVA? Eu só preciso renovar a licença a cada 2 anos e custa 79 mangos. Independente do tipo/modelo/preço do carro.

Em 2009 quando fomos no Brasil eu já fiquei assustado com o preço do Mc Donald’s por exemplo. Aqui uma pessoa gasta entre 5 e 8 mangos pra uma refeição num fastfood. Alguém guloso talvez gaste uns 12. Alguém pode nos comentários dizer quanto morre numa visita ao Mac ou a Bob’s por ai hoje em dia?

Saídas e passeios? Daqui até New Brunswick (província vizinha) tem só um pedágio. 3 ou 4 mangos. Não me lembro ao certo. E só numa direção. Já fomos em várias outras cidades e regiões por aqui mesmo e nunca passamos por nenhum outro.

Restaurante? Um dos nossos favoritos comemos entrada, prato principal e sobremesa em 2 pessoas por cerca de 40 pilas. E refrigerante com refill ilimitado.

Cinema é caro. Tenho que concordar. 12 pratas. Mas acho que ainda é menos do que em São Paulo. Quanto anda um Cinemark?

Ah… Já falei que aqui só existe estacionamento pago na região do centro? Qualquer outro mall ou shopping tem estacionamento gratuito.

Depois de pensar nisso tudo eu cheguei a seguinte conclusão: Prefiro ser um pobre canadense do que rico como meus amigos brasileiros.

Related posts

6 thoughts on “Meus ricos amigos brasileiros

  1. Marcelo Tancredi

    Realmente, o custo dos produtos no Brasil são um absurdo. Principalmene quando vamos comparar automóveis e produtos tecnológicos.

    Um Camaro aí custa um valor que qualquer pobre mortal pode pagar, já aqui no brasil não sai por menos de 180 mil dilmas.

    Não queria fazer essa piadinha, mas…. O Eri tá seguindo os passos do José Serra.

    http://www.youtube.com/watch?v=5rqc6NCIQik

    Coitado dos seus amigos hahahaha 😉

  2. Silvio Fonseca

    Humm, a parte da TV (eletrônicos em geral) ainda vale aqui, o resto infelizmente não. Mc sai uns 15 mangos e é um dos lugares mais baratos pra comer. Carros são caros, menos que o Brasil em valores absolutos, mas longe dos seus 19k. Nem falo de cinema porque dá depressão.

    Mas com menos trânsito, aglomeramentos, poluição, falta de respeito e etc. Sou bem feliz com minha pobreza aqui 😉

  3. Nane

    Acho que para quem faz questão de luxo e tem dinheiro suficiente para ter acesso a isso, o Brasil ainda ganha. Embora as pessoas consumam bastante aqui, em geral a vida é mais simples e ninguém se importa com que roupa você usa, por exemplo. Para quem não faz a menor questão de ter o carro mais caro ou o relógio da moda, viver aqui mesmo com um salário menor vale bem a pena.
    Nós ficamos um tempo no Brasil só com o meu salário e foi bem difícil (e a gente não tinha que pagar aluguel e vivíamos jantando na casa da mãe e da sogra). Aqui, quando chegamos e só eu trabalhava (ganhando menos da metade do me salário no Brasil), além de conseguirmos pagar todas as contas, passamos a ter dinheiro suficiente para irmos a restaurantes e coisas do tipo. Aliás, desde que chegamos aqui nós viajamos mais do que nos dois últimos anos que moramos no Brasil.

  4. Francisco

    Eri,

    Eu acredito que a situação econômica aqui no Brasil está utópica. Passando a Copa e Olimpíadas, teremos uma recessão.

    Enquanto por ai a situação econômica que vivem hoje é sólida e, naturalmente, deverá se manter estável nos próximos 10 anos. E isso é priceless.

    abs

    Chico

  5. Mari

    Ixi! Cinema aqui no Brasil continua bem caro, e a gente só assiste quando o filme é 3D pra valer a pena, paguei 22 reais no Cinemark e ainda por cima professor municipal NAO paga meia! Mas dá pra ver um filminho mais barato nas velhas salas do Metrópole por 8 reais!!rs

  6. Gabriel Francisco

    Eri,
    Sensacional seu blog, bem humorado, dificil achar blogs assim hoje em dia, conheci hoje e já não sei que horas irei dormir, sem perceber ja li uns 10 ~ 12 posts seus.

    Excelente conteúdo.

    Continue assim!
    Abraço!
    Gabriel.

Comments are closed.