O novo emprego

By | April 19, 2014

Como a maioria dos meus (5) leitores já deve estar sabendo, estou de emprego novo.

Meu último emprego foi o mais longo da minha carreira, perto de 5 anos e eu gostava dele por um bom tempo. Infelizmente algumas coisas mudaram na empresa depois que o controle das decisões mudou de mãos e foi de mal a pior nos últimos 2 anos.

Cheguei num ponto onde a qualidade de vida tinha ido pro espaço e eu estava em constante stress. Então pedi as contas e sai andando. Hora de procurar outra coisa.

38117349963936fabea3-1305131480

Halifax não é uma cidade muito grande, portanto vagas para alguém com meu nível de especialização não estão disponíveis aos quilos. E ainda por cima as maiores empresas de IT por aqui (que precisam de alguém como eu) não tem uma reputação muito boa, por isso nem me candidatei em nenhuma delas.

Cheguei a considerar me mudar para outros lugares (aliás, isso é uma história digna de outro post) mas no final acabei achando uma vaga bacana numa das maiores empresas aqui da região.

O título é bem menos pomposo, Senior System Administrator, ao invés do meu antigo IT Services Manager, mas além do óbvio aumento de salário a mudança de responsabilidades me atraiu muito.

 

No antigo emprego eram cerca de 60 pessoas na empresa. Eu gerenciava IT, basicamente eu e mais 2 seniors sysadmins para manter um farm de ~140 servidores mais toda a estrutura interna (desktops, impressoras, anti-virus, esse lixo todo).

A nova empresa tem ~1700 funcionários e eu nem sei ainda quantos times de tecnologia. Sei que o meu time é chamado Internet Engineering e estamos em 4 sysadmins mais nosso gerente. Apesar do nome não somos responsáveis por nenhum equipamento de rede (exceto um load-balancer) e sim por servidores Linux. Tô em casa. 😉

1143705079_b858f266a1

Logo na primeira semana fui informado que o principal sistema pelo qual nosso time é reponsável vai ser substituido por volta do outono. Por esse motivo iríamos passar a semana inteira fora, visitando o vendor da solução passando pelo processo de kick-off do projeto. Sensacional! Se tivesse cronometrado não tinha dado tão certo de começar naquela semana.

Nosso time está dividido em dois sub-times, sendo que eu e mais um estamos engajados nesse sistema (atual/futuro) então passei a semana seguinte e parte da outra fazendo shadow e lendo quilos e quilos de documentação para entender as coisas.

Logo de cara já fiquei sabendo de um processo que estava dando problema, exigindo intervenção manual diversas vezes ao dia. Foi uma ótima oportunidade para aprender CasperJS e refiniar uns scripts, colar uns gaps com PHP e tadá! Problema arrumado. Foi um bom começo.

Uma outra coisa que me animou foi que um dia semana passada houve um problema na rede interna. Na hora meu sentido-aranha já pulou e comecei a fazer um troubleshooting básico na minha workstation. Afinal, sempre que alguma coisa dava errado no meu antigo emprego era problema meu, certo? Não dessa vez. Meu colega veio puxar papo e até meu gerente juntou depois. Todo mundo relaxado, tomando café e esperando. Não era problema nosso! UAU! isso foi chocante.

fehJryy

Mas sabe qual a cereja em cima do sorvete? Não preciso ficar de plantão. Não tenho telefone da empresa. Eu só preciso trabalhar enquanto estou no escritório! Quão sensacional é isso? Nos últimos 5 anos fiquei de plantão 24x7x365, recebendo ligações constantemente tarde da noite, de madrugada, final de semana e durante as férias.

Eu já tinha desenvolvido medo (pra não dizer pânico) do meu celular. Cada vez que tocava ou chegava um SMS meu estômago doía e tinha cacoete nos olhos. Mesmo o alívo de ouvir do outro lado a voz de algum amigo ou parente não ajudava muito. O estrago já estava feito.
Fora os toques fantasmas né? Eu tinha certeza que o celular tinha tocado ou vibrado no meu bolso e muitas vezes nem estava no bolso, mas em cima da mesa ou algo do tipo. Que horrível.

Talvez isso mude e eu tenha que ficar de plantão em um momento ou outro, mas conversando com um dos gerentes esses dias ele me disse o seguinte: Aqui a gente faz tudo pelo menos N+2. Se cair alguma coisa fora de horário eu não quero nem receber alerta até o horário do expediente. Tudo é planejado para a infra-estrutura ter alta disponibilidade.

coracao

 

Em resumo, estou feliz. Estou trabalhando para uma empresa da qual sou cliente desde que mudamos aqui para Halifax e que presta um serviço realmente bom. Tenho certeza que vou agregar valor e que meu trabalho vai fazer diferença, mas, espero, com muito menos stress. Muito dessa posição é relacionado com pesquisa e desenvolvimento então espero colocar bastante foco naquilo que é importante e não naquilo que é urgente.

No tag for this post.

7 thoughts on “O novo emprego

  1. E. C. Bastos

    Filho querido:
    Você mudou para melhor, aliás, muito melhor!
    Pelo seu relato, pude constatar que o trabalho anterior estava se tornando uma carga insuportável. Fez bem mudar.
    Fico mais contente ainda, que o novo emprego é Halifax!
    Que Deus o abençoe sempre, que seja feliz no novo emprego.
    Beijos,
    Pai

  2. Renato Batista

    Mudei de emprego recentemente, mas vi logo que não foi uma escolha tão boa, então estou na procura de encontrar algo melhor e sei bem como é a situação.
    Parabéns pela nova posição, foi um belo salto que você conseguiu dar com essa mudança heim ;). É como diz a música, “…se uma porta se fecha aqui outra porta se abre ali…”. Parabéns e sucesso nessa nova posição.

  3. Wanderley

    Sobre o seu post de 03 de Abril: “Eu Tenho problema”, não posso afirmar, mas pra mim está aí uma explicação lógica para a desordem do aumento de gordura! O STRESS. Boa sorte no novo trabalho e que passe logo o trauma do celular. Já passei por isso. Abraços

  4. Mari

    Parabéns, espero que você seja muito bem reconhecido profissionalmente, pq essa é uma das chaves pra felicidade no trabalho, não é?! E vc merece ser reconhecido pq se dedica e gosta de trabalhar!!! Eu tb gosto, e olha q ser professora é bem estressante e as vezes eu sonho com o barulho do sinal e comigo fazendo a chamada tb!!!rs Eu só não entendi o vídeo com a mulher vendo o caminhão caindo!!! : ) Beijos!

  5. Joao

    Olá, desejo muito boa sorte no novo emprego, gosto bastante do seu blog e me identifico bastante com seu trabalho e seu modo de encarar a vida ( não ter medo de mudança ). Felicidades.

  6. Renata

    Parabéns pelo novo emprego, eu já considerei ir pra Halifax mas suas histórias me deixam um pouco… hm… reticente.

    Sobre seu post de perder gordura, a *ÚNICA COISA QUE FUNCIONOU COMIGO* foi natação. Tentei de tudo, mas nadar (com um coach te dizendo o que fazer, não nadar por conta própria na piscininha do prédio) me fez perder todo o peso do mundo e ficar com 14% de gordura. Tô gorda de novo (porque parei de nadar e o inverno não ajudou), com 20% e deveria voltar pras aulas de natação na UofT. Recomendação honesta de alguém que luta contra a balança desde sempre.

  7. Marcelo Beckmann

    Caramba, então não é só comigo. Nos últimos 3 ou 4 anos ficava com celular e nextel direto 24×7, e também tinha desses “toques fantasmas”. Algumas vezes interrompi o banho por ter pensado escutar o celular tocando, que dureza!
    Boa sorte com as mudanças, que parecem ter sido para melhor. Só de poder trabalhar com uma equipe já é bem melhor, esse lance se suportar meio que sozinho toda a infra da empresa a longo prazo não dá muito certo não.

Comments are closed.