Responsabilidade com nossos cães

By | May 5, 2010

Recebi uma notícia que me deixou chateado. A pessoa que comprou o Ajax me madou um email dizendo que estava passando por “grandes” mudanças na sua vida e não ia mais poder ficar com ele, que estava procurando alguém para adotá-lo.

Da forma mais educada que pude respondi pra ele perguntando se tinha certeza disso e se ele não estava tentando uma solução permanente por um problema temporário.Deixei claro pra ele que eu sei uma coisa ou duas sobre mudança radical de vida e que se eu tinha mudado para um país estrangeiro apenas com uma reserva de um quarto de hotel e sem casa, emprego, familiares ou conhecidos e ainda assim carregado 4 cachorros ele também poderia manter o Ajax.

Não conheço a situação da pessoa para saber se ele tem razão ou não, mas isso me fez pensar…

Eu fico realmente indignado como as pessoas dispõe de seus cães facilmente. “To mudando pra uma outra cidade. Preciso dar meu cachorro”. “To indo pra um apartamento, preciso dar meu cachorro”. “O sobrinho do vizinho do meu primo vai em casa 2 vezes por ano e ele tem alergia. Preciso dar meu cachorro”.

Amigão… se você tem ou pretende ter um cachorro saiba que esse bicho te venera e será seu escudeiro fiel por toda sua curta vida. Quando fizer seus planos de vida tenha certeza de inclui-lo neles! Cacete. Vai falar que só lembrou que tinha cachorro quando assinou o aluguel do apartamento novo e chegou na cláusula de proíbe animais? Ou então só lembrou que ia ter que levar o cachorro pra cidade vizinha a hora que o caminhão de mudança chegou e ele latiu no portão?

Aqui em casa mesmo temos alguns planos que já estão marcados para daqui uns 5 ou 6 anos, quando provavelmente já não teremos mais nossos rotts conosco (expectativa média de vida da raça é de 9 anos). Não vou fazer planos loucos que exijam nossa ausência prolongada ou constantes viagens sabendo que tenho meus cães aqui, como parece uma lógica muito simples de entender, mas um bom tanto de gente parece não conseguir.

E quem dispõe de seus cães por causa de vizinhos, amigos ou parentes então? Não comprei ainda, mas quero ver se acho um quadrinho bem brega pra colocar na porta de entrada da casa dizendo “Você é apenas uma visita. O cachorro MORA aqui.”. Acho que isso deixa claro o suficiente.

Reclamações à parte, se alguém aí quiser um rottweiler ele está um pouco mais de meio mundo (literamente) de distância do Brasil, mas é um excelente cachorro.

No tag for this post.

2 thoughts on “Responsabilidade com nossos cães

  1. Alexandra

    Eu também fico revoltada com essas coisas. A minha cadela faleceu três anos atrás e quando me perguntam seu eu não tenho vontade de ter outro cachorro eu digo que sim, morro de vontade. Infelizmente, até eu me formar e me estabilizar um pouco mais não dá pq eu não sei onde vou estar ano que vem e cachorro é pra vida toda e eu não quero que um novo cachorro passe pelo que minha cadela passou se mudando de Recife, pro Rio, pra Resende, pra Brasilia, pra Montreal, pra Toronto…

  2. Fabio e Simone

    Entendemos sua raiva, o cachorro ta dando amor e carinho sem pedir muito em troca e o idiota do ser humano na primeira chance que tem se livra do bicho com um baita desculpa esfarrapada. Temos 5 cachorros e dois gatos e nos ultimos tempos temos mudamos de cidade e estado 1 vez por ano. Da trabalho arrumar lugar para o nosso zoo, mas quando eles chegam balancando o rabo e fazendo festa compensa qquer trabalho. Sentimos muito pelo Ajax, vimos as fotos e ele tem cara de “tudo de bom”.
    Fabio e Simone.

Comments are closed.